Grupo Monte Alegre

Cuidamos da qualidade do seu plantio, enquanto prezamos pelo meio ambiente

Agricultura
Biológica

Técnicas de manejo que fortalcecem o sistema solo-planta por meio da desintoxicação química e do aumento da vitalidade das culturas.

Uma história de valor,
desde 1955.

Somos uma empresa familiar que valoriza a força empreendedora do nosso time e preza por uma cultura organizacional de respeito, ética e comprometimento.

13.500

Hectares de
área plantada.

60

Colaboradores
terceirizados.

100.000

Toneladas de grãos
comercializados por ano.

160

Funcionários
próprios

13.500

Hectares de
área plantada.

60

Colaboradores
terceirizados.

100.000

Toneladas de grãos
comercializados por ano.

160

Funcionários
próprios

Linha do Tempo

1955

Acidemando Gabriel, o avô, adquiriu os primeiros conjuntos de maquinas agrícolas da região para iniciar a mecanização da propriedade, cultivando inicialmente arroz para formação das pastagens, contou com o primeiro secador de arroz da região.

1985

O Sr. Acidemando (primogênito) finaliza seu curso de graduação em agronomia na UFMT e retorna para a região dando início ao cultivo de 220 ha de Soja que vai sendo ampliada ano a ano.

1999

Plantando 3.900 ha, o grupo atravessou uma grave crise, efeito dos altos investimentos na ampliação de suas áreas de cultivo, aquisição de equipamentos, problemas com Ferrugem e nematoides. Foram anos difíceis que serviram para fortalecer o Grupo e prepará-los para um crescimento mais forte e sustentável.

2007

Inclusão das culturas do Feijão Caupi e Milho de Pipoca com culturas safrinhas que visavam customizar os equipamentos disponíveis e ser fonte alternativa de receita bem como rotação de cultura.

2010

Finalizações das estruturas de silo e criação visual da marca Monte Alegre e início do projeto de gestão administrativa e de recursos humanos do Grupo.

2012

Intensificação da atividade pecuária utilizando a integração com a agricultura e confinamento; Implantação do sistema de irrigação em uma área de 900ha; Ampliação da capacidade de armazenagem de grãos para 35.000 tons;
Ampliação da área de plantio de Soja de 8.000 para 16.000 hectares.

2018

O avô, Acidemando Gabriel de Moraes, adquiriu de seu sogro (Sebastião Vilela) a primeira área da propriedade Fazenda Monte Alegre e iniciou atividade pecuária extensiva em campo nativo.

1978

O patriarca, Sr. Cassiano inicia o cultivo de 300 ha de arroz na propriedade Fazenda Três Irmãos, área essa doada pelo avô e que seria transformada em pastagem uma vez que a pecuária era a vocação nata do grupo.

1994

Este ano marca a ingresso do Sr. Ricardo (segundo filho) no grupo após finalizar sua formação acadêmica em Zootecnia na UNESP/JAB, sendo que neste período já são cultivados 1.310 ha de Soja e 330 ha de Arroz, tornando a agricultura a atividade mais importante do Grupo

2005

Ingresso do Sr. Leonardo (terceiro filho, Engenheiro pela UNIVAG) e consolidação do grupo que passa para as mãos dos Srs. Acidemando, Ricardo e Leonardo. Início da diversificação das culturas. Neste ano foram plantados 330ha algodão, com produtividade média de 250@/ha.

2009

Aumento de 100% da área plantada de Soja e Milho, construção da Unidade de Beneficiamento e Armazenamento de grãos e estruturação das instalações necessárias a expansão da atividade sendo que neste ano foram cultivadas 8.000ha.

2011

Início das operações da Unidade de Beneficiamento de Algodão com capacidade processamento de 7.000 toneladas de algodão, neste ano foram cultivados 3.000 hectares de Algodão. Também houve um acréscimo de 2.000 de área na produção agrícola.

2013

Transição para as técnicas
de Agricultura Biológica.

1965

Acidemando Gabriel, o avô, adquiriu os primeiros conjuntos de maquinas agrícolas da região para iniciar a mecanização da propriedade, cultivando inicialmente arroz para formação das pastagens, contou com o primeiro secador de arroz da região.

1985

O Sr. Acidemando (primogênito) finaliza seu curso de graduação em agronomia na UFMT e retorna para a região dando início ao cultivo de 220 ha de Soja que vai sendo ampliada ano a ano.

1999

Plantando 3.900 ha, o grupo atravessou uma grave crise, efeito dos altos investimentos na ampliação de suas áreas de cultivo, aquisição de equipamentos, problemas com Ferrugem e nematoides. Foram anos difíceis que serviram para fortalecer o Grupo e prepará-los para um crescimento mais forte e sustentável.

2007

Inclusão das culturas do Feijão Caupi e Milho de Pipoca com culturas safrinhas que visavam customizar os equipamentos disponíveis e ser fonte alternativa de receita bem como rotação de cultura.

2010

Finalizações das estruturas de silo e criação visual da marca Monte Alegre e início do projeto de gestão administrativa e de recursos humanos do Grupo.

2012

Intensificação da atividade pecuária utilizando a integração com a agricultura e confinamento; Implantação do sistema de irrigação em uma área de 900ha; Ampliação da capacidade de armazenagem de grãos para 35.000 tons;Ampliação da área de plantio de Soja de 8.000 para 16.000 hectares.

2018

O avô, Acidemando Gabriel de Moraes, adquiriu de seu sogro (Sebastião Vilela) a primeira área da propriedade Fazenda Monte Alegre e iniciou atividade pecuária extensiva em campo nativo.

1978

O patriarca, Sr. Cassiano inicia o cultivo de 300 ha de arroz na propriedade Fazenda Três Irmãos, área essa doada pelo avô e que seria transformada em pastagem uma vez que a pecuária era a vocação nata do grupo.

1994

Este ano marca a ingresso do Sr. Ricardo (segundo filho) no grupo após finalizar sua formação acadêmica em Zootecnia na UNESP/JAB, sendo que neste período já são cultivados 1.310 ha de Soja e 330 ha de Arroz, tornando a agricultura a atividade mais importante do Grupo

2005

Ingresso do Sr. Leonardo (terceiro filho, Engenheiro pela UNIVAG) e consolidação do grupo que passa para as mãos dos Srs. Acidemando, Ricardo e Leonardo. Início da diversificação das culturas. Neste ano foram plantados 330ha algodão, com produtividade média de 250@/ha.

2009

Aumento de 100% da área plantada de Soja e Milho, construção da Unidade de Beneficiamento e Armazenamento de grãos e estruturação das instalações necessárias a expansão da atividade sendo que neste ano foram cultivadas 8.000ha.

2011

Início das operações da Unidade de Beneficiamento de Algodão com capacidade processamento de 7.000 toneladas de algodão, neste ano foram cultivados 3.000 hectares de Algodão. Também houve um acréscimo de 2.000 de área na produção agrícola.

2013

Transição para as técnicas
de Agricultura Biológica.

time corporativo reforçado

Reestruturação e melhora da integração
com a operação e o comercial.

agricultura biológica

Primeira safra na transição do
modelo de produção.

laboratório de fungos

Melhor controle fitossanitário e
desintoxicação do solo e da lavoura.

expansão da produção de sementes

Qualidade na produção e redução
da área de algodão.

qualidade das sementes

Monitoramento em sistema BI
(Business Intelligence).

2021

2020

RJ
Impulso para uma nova visão sobre o
negócio e reorganização da empresa.
renovação da frota

Mais eficiência e melhores
condições de trabalho.

reorganização da biofábrica

Melhoria da qualidade e ampliação da
produção de insumos biológicos para
aplicação em área total.

Vigor na lavoura

Resultados favoráveis, apesar da seca,
sinalizando que estamos no caminho certo.

investimentos na ubs

Ampliação de 4.500m² de
câmaras frias, totalizando 8.000m².

qualidade das sementes

Monitoramento em sistema BI
(Business Intelligence) – AGROSOL.

2020

RJ
Impulso para uma nova visão sobre o
negócio e reorganização da empresa.
time corporativo reforçado

Reestruturação e melhora da integração
com a operação e o comercial.

renovação da frota

Mais eficiência e melhores
condições de trabalho.

agricultura biológica

Primeira safra na transição do
modelo de produção.

reorganização da biofábrica

Melhoria da qualidade e ampliação da
produção de insumos biológicos para
aplicação em área total.

laboratório de fungos

Melhor controle fitossanitário e
desintoxicação do solo e da lavoura.

Vigor na lavoura

Resultados favoráveis, apesar da seca,
sinalizando que estamos no caminho certo.

expansão da produção de sementes

Qualidade na produção e redução
da área de algodão.

investimentos na ubs

Ampliação de 4.500m² de
câmaras frias, totalizando 8.000m².

qualidade das sementes

Monitoramento em sistema BI
(Business Intelligence).

2021

qualidade das sementes

Monitoramento em sistema BI
(Business Intelligence) – AGROSOL.

Continuidade na renovação da frota.

Melhoria contínua dos processos rumo à sustentabilidade.

Implantação de mecanismos de inteligência e suporte à gestão (infraestrutura tecnológica).

Adoção de energias renováveis.

programa mais
Monte Alegre integrado e sustentável na Gestão e no Campo.

Implantação de mecanismos de inteligência e suporte à gestão (infraestrutura tecnológica).

Continuidade na renovação da frota.

Adoção de energias renováveis.

Melhoria contínua dos processos rumo à sustentabilidade.

programa mais
Monte Alegre integrado e sustentável na Gestão e no Campo.